PROPAGANDA

Igreja Católica condena ataques terroristas em Cabo Delgado


 O Arcebispo de Nampula da Igreja Católica e presidente da Conferência Episcopal de Moçambique, Don Inácio Saure, condenou veementemente o recente ataque de terroristas à missão de S. Pedro de Lúrio em Chipene, no distrito de Memba, e, de uma forma geral, à guerra no país.


“A posição da Igreja Católica é sempre de condenação, repúdio muito veemente a esta guerra muito violenta, guerra que tira a vida a muita gente, sobretudo ao muito pobre que nem sequer sabe por que é que há esta guerra”, lamentou, citado pela AIM.

Segundo o clérigo, desde que tudo começou em Cabo Delgado, em Outubro de 2017, a Igreja Católica sempre procurou acompanhar e a posição foi sempre de repúdio à guerra e apelo à paz.

Falando em conferência de imprensa, Don Inácio Saure mostrou-se muito compungido com a situação que culminou com o assassinato a tiro, por insurgentes, de uma missionária italiana e a destruição de bens também na comunidade.

“É, portanto, a preocupação da Igreja Católica, não só em relação aos crentes mas a todo o povo moçambicano e toda a sociedade. Houve grande destruição de infra-estruturas sociais. Não foi só a Igreja Católica que perdeu, mas todo o povo e gente muito pobre”, afirmou.


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu